Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

junho 03, 2013

Las Vegas - 31 de Julho /Elvis Regress

Após o show de estreia em Las Vegas em 31 de julho de 1969, Elvis deu uma entrevista, à meia noite e meia, na sala de convenções do hotel. Todo a imprensa presente deu uma ovação em pé a Elvis quando ele chegou, um gesto que mostrou muito mais o que as palavras poderiam dizer sobre o que os jornalistas musicais duros tinham sentido ao presenciar algo único.



Elvis disse que já se sentia cansado de cantar para uma câmara, mas que os contratos cinematográficos tinham atrasado ligeiramente o seu regresso aos palcos.

Vai fazer mais concertos?” perguntou um dos jornalistas. “Espero sinceramente que sim,” respondeu Elvis. “Gostaria de atuar no mundo inteiro, mas escolhi começar em Las Vegas porque pessoas de todo o mundo vêm aqui.”

Apesar do nervosismo inicial ter desaparecido depois de algumas úscias na primeira noite, Elvis estava demasiado rígido e concentrado nas canções para se dar ao luxo de brincar com o público. Mas no dia seguinte isto mudou, e passado pouco tempo ele deu início a um monólogo de 5-6 minutos no qual falou sobre “como comecei a trabalhar nesta área.” O louco sentido de humor de Elvis era evidente nestas sequências, e a conversa menos restringida criou um contato íntimo especial com o público.





O seu sentido de objetivo e a felicidade de finalmente estar de volta aos concertos pareciam intermináveis. Elvis terminou a sua temporada mensal com a mesma intensidade e brilho do que naquela noite sensacional de Quinta-feira, 31 de Julho.

Las Vegas estava habituada a celebridades, mas certamente  nunca tivera uma experiência como a das temporadas de Elvis. Tom Jones, que era também  uma das grandes estrelas de Las Vegas, assitiu vários concertos de Elvis e, em 7 de Agosto, Elvis e Tom tocaram e cantaram juntos durante mais de 2 horas no camarim de Elvis.



O vencimento de Elvis pela temporada no International foi um recorde para Las Vegas: 100.000 dólares por semana. Mas Kirk Kerkorian podia obviamente suportar a despesa – o hotel ganhou 1.522.635 dólares nas 4 semanas em que Elvis esteve lá, sem contar com os lucros dos casinos. E um total de 101.509 pessoas que assistiram aos espetáculos. Aqui estavam na cidade onde tudo acontecia rapidamente; casamento e divórcio; riquezas e ruínas – sendo que estas últimas decidiam se se ia ter sorte ou azar às mesas de jogo.

A RCA fez algumas gravações durante o período de 21 a 27 de Agosto e, desta forma, preservou um testemunho valioso destes concertos históricos.

Em 29 de Agosto, o dia a seguir ao último concerto, Elvis e o seu pai, Vernon, foram com as suas esposas ver o espetáculo de abertura de Nancy Sinatra. Depois do concerto foram convidados para uma festa que Frank Sinatra deu para a sua filha.


No dia seguinte, Elvis e Priscilla, foram para a sua casa em Palm Springs, onde ficaram até 23 de Setembro, quando regressaram a Graceland.


Em 5 de outubro fizeram uso de uma oferta do International e viajaram para o Hawaii. Aí passaram uma semana numa casa privada alugada em Ohau. Em 12 de outubro Elvis e acompanhantes continuaram as férias nas Bahamas e ali ficaram durante duas semanas antes de voltar para Memphis, em 23 de outubro.

Um comentário:

back to top